30 de março de 2011

Governadora declara apoio às atividades da Cruz Vermelha do RN.

A Cruz Vermelha – movimento internacional que proporciona atendimento às vítimas da guerra, catástrofes e oferece treinamento de primeiros-socorros – terá uma sede em Natal. Essa foi a notícia dada pela presidente da fundação no Rio Grande do Norte, Francisca Montenegro, à governadora Rosalba Ciarlini, durante visita feita na Governadoria. Além de falar sobre a data da inauguração – 29 de abril – Francisca propôs um trabalho em parceria. “Nossa visita aqui foi para nos colocarmos à disposição para trabalharmos como parceiros no que for possível”, disse Fátima Montenegro.
Atuando no Rio Grande do Norte desde 1942, a Cruz Vermelha possui cerca de 2 mil voluntários no estado, sendo 1.200 só em Mossoró, cidade onde a instituição trabalha de maneira mais atuante. Por esse motivo, a cidade era tida como base da Cruz Vermelha no RN. “Sempre tivemos uma certa dificuldade com a documentação, tanto que sempre usamos o CNPJ da Cruz Vermelha de Mossoró para as ações no estado. Agora, vamos poder ampliar nossa rede em Natal também”, disse Francisca Montenegro sobre a inauguração da sede em Natal.
Apesar das limitações de estrutura física e de documentação, Francisca revelou que só nas campanhas para ajuda aos desabrigados das enchentes do Rio de Janeiro e em Jucurutu, a Cruz Vermelha conseguiu arrecadar aproximadamente 26 toneladas de donativos, entre alimentos e roupas. Assim, a entidade consegue mobilizar voluntários em todo o mundo. “A missão da Cruz Vermelha é treinar o voluntário na paz para que, quando haja alguma emergência, ele possa atuar”, explicou Fátima.
A própria governadora Rosalba Ciarlini revelou já ter participado de ações envolvendo a Cruz Vermelha. “Em 1985 tivemos uma grande enchente em Mossoró, quando mais de 800 casas foram destruídas. Na época, eu estava como médica. A Cruz Vermelha prestou um serviço muito grande”, disse a governadora.
De acordo com os representantes da segurança que acompanharam a reunião, o coordenador da Defesa Civil no estado, Cel. Josenildo Acioli; o secretário de Estado da Justiça e da Cidadania, Thiago Cortez; o secretário de Estado da Segurança Pública, Aldair da Rocha; o comandante da Polícia Militar, Cel. Francisco Araújo; e o comandante do Corpo de Bombeiros Militar, Cel. Elizeu Dantas, o trabalho conjunto entre esses órgãos junto à Cruz Vermelha para o treinamento de voluntários será de fundamental importância para o enfrentamento de catástrofes e calamidades que possam acontecer no estado.
Fátima Montenegro disse, ainda, que a meta é expandir as ações da Cruz Vermelha para todas as cidades do Rio Grande do Norte e explicou que todo voluntário da instituição passa por um curso de primeiros socorros. Para a secretária adjunta da Saúde Pública, Ana Tânia Sampaio, voluntários são sempre necessários nas campanhas de saúde, principalmente no que diz respeito às ações voltadas contra a dengue. “Em nosso setor de promoção à saúde faremos um planejamento de como podemos trabalhar juntos”, disse a secretária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário