30 de novembro de 2011

Seridoenses apontados como integrantes do PCC estão no Presidio Federal em RO


Por Sd PM J. Júnior
Fonte: Blog Serido 190 via Sidney Silva
O Primeiro Comando da Capital – PCC têm um braço na região do Seridó. A informação é confirmada por uma fonte do Blog que não quer ter o nome revelado, até por medida de segurança. Alguns presos no Presídio de Caicó, já estão ligados à facção. Fora da unidade também tem gente fazendo parte e seguindo a risca os mandamentos.
Pelo menos dois nomes já foram divulgados na mídia estadual, como sendo membros do Partido. São eles: Edson Gonçalves de Macedo, “o Loprão” e Vandeilson Xavier de Araújo, “Matuto” ou “Vavá”. A notícia foi divulgada em nosso Blog no dia 29 de setembro passado
Esses dois seridoenses, atualmente estão detidos no presídio de segurança máxima em Porto Velho-RO. Antes eles ficaram no presídio federal de Mossoró.
Existe a suspeita de que quando estavam em Alcaçuz, participaram de uma onda de ataques contra ônibus e transportes alternativos na capital Potiguar.
Os cadastrados no PCC seriam: Lázaro Luiz de França, “o Nego Lázaro”; Marcio de Souza Vitor, “o Potência”; Edson Gonçalves de Macedo, “o Loprão”; Carpinely Silva Lourenço; Alexandro Teodósio da Silva Pessoa, “o Pelelê”; Elias Ferreira de França, “o Garrafinha”; Severino dos Ramos Feliciano Simão, “Tirinete” ou “Gordo”; João Maria Silva de Oliveira, “Sêba”, “João Cego” ou “Pirata”; Vandeilson Xavier de Araújo, “Matuto” ou “Vavá”; Marcio Cesar Corsino Freire; Nelrivan Rodrigues Medeiros; Alexandre Thiago Silva da Costa; Gilberto Lopes de Moura; Josenildo Augusto da Silva; e Bruno da Silva Reis.
>>> Vandeilson Xavier de Araújo foi condenado na Comarca de Caicó, no dia 18 de junho de 2004, pelo Tribunal do Júri, à pena de 19 anos de reclusão, como autor de homicídio qualificado.
>>> No dia 23 de outubro de 2009, a polícia prendeu um grupo de pessoas envolvidas com o crime de tráfico de drogas na região do Seridó. A “Operação Xeque Mate”, deteve cerca de 10 pessoas, entre elas o “Loprão”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário