12 de maio de 2014

Prioridade do Minha Casa, Minha Vida é zerar estoques no RN


minha casa minha vidaCom um estoque de 32 mil imóveis contratados, em construção ou em fase de entrega aos mutuários, o Ministério das Cidades dará prioridade à conclusão dos projetos do Minha Casa Minha Vida, ainda este ano, para abrir a terceira fase do programa em 2015. A informação é da secretária Nacional de Habitação, Inês Magalhães, que fez um balanço do programa no Rio Grande do Norte, em entrevista à TRIBUNA DO NORTE.
Segundo os números do Ministério das Cidades desde que o programa foi lançado, em 2009, foram contratados 72 mil unidades habitacionais do Minha Casa no RN, das quais 42 mil já foram entregues. Os investimentos chegam a R$ 4,3 bilhões. Os números incluem as três faixas do programa: a primeira destinada à famílias com renda bruto até R$ 1.600; a segunda numa faixa intermediária – entre R$ 1.601 e R$ 3.275 – e a terceira entre este valor e R$ 5 mil.
As duas últimas são negociadas diretamente pelos interessados com as construtores, cooperativas ou demais entidades credenciadas a operar no mercado imobiliário. A faixa de baixa renda tem a prefeitura do município como parceira do Ministério das Cidades. Ela é responsável pela seleção do pessoal e assume o compromisso de montar a infraestrutura em torno dos empreendimentos – construção de escolas, postos de saúde, abastecimento de água, iluminação pública etc. “O importante é que conseguimos chegar a todos os municípios do Rio Grande do Norte com unidades habitacionais para pessoas de menor renda. Isso é uma novidade histórica para o País e para o Estado”, disse a secretária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário