7 de maio de 2015

Acusado de matar Máximo Augusto repassou veículo da vítima para ser vendido


acusados_maximo
O delegado Fábio Rogério, encarregado de investigar a morte do universitário Máximo Augusto Medeiros de Araújo, disse que “na segunda-feira (04), começamos a investigar e ouvir as testemunhas que viram Máximo pela última vez, as amigas, o segurança da boate e o recepcionista do motel. Com o aparecimento do veículo, começamos a seguir uma linha de investigação para descobrir quem teria tido acesso às partes que foram retiradas do veículo (ar condicionado e direção hidráulica)”, detalhou o titular da Dehom.
Foi descoberto que Jean repassou o veículo de Máximo, ainda no sábado, para um outro homem, com o intuito de se livrar do objeto usado no crime. O veículo foi parar nas mãos de Erick Jonatha que faria a intermediação da venda das peças do carro. A Polícia prendeu Erick primeiramente no bairro Planalto e com as informações passadas por ele, a Dehom chegou até Jean de Araújo, que foi preso em Pitimbú. Na casa de Jean, a Polícia Civil encontrou vários aparelhos celulares e relógios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário