3 de julho de 2015

Derrota de Dilma no TSE em processo sobre campanha deixa PT em alerta


dilmapresidenteA derrota dos representantes de Dilma Rousseff no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) no processo em que o empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC, é convocado para depor sobre a contribuição financeira que fez à campanha da presidente, em 2014, acendeu o sinal amarelo no PT. O resultado foi acachapante: os ministros rejeitaram os recursos, para que Pessoa não desse depoimento, por unanimidade. Na avaliação de parte da legenda, o resultado mostra que o TSE pode ser um terreno até mais árido para Dilma do que o TCU (Tribunal de Contas da União), que analisa as “pedaladas fiscais” do governo. O tribunal eleitoral investiga irregularidades nas contas da campanha que podem resultar até na cassação do diploma de Dilma. O caso deve ser julgado até outubro. A informação é da
Segundo a Folha de São Paulo, na conta do PT, dos sete ministros do TSE, três tendem hoje a votar contra o governo (Gilmar Mendes, Dias Toffoli e João Otávio de Noronha) e três a favor (Luciana Lóssio, Henrique Neves e Maria Thereza Assis Moura). O placar pró-Dilma no TSE estaria por um voto: o do ministro Luiz Fux, o que é considerado risco extremo para o governo, dado o histórico do magistrado no mensalão. Tido como voto a favor, ele surpreendeu e condenou todos os réus. No caso extremo de cassação do diploma de Dilma, quando ela e o vice, Michel Temer, seriam afastados dos cargos, seria aberta a polêmica: o segundo colocado na campanha de 2014, Aécio Neves, assume, como já decidiu o TSE em outros processos (Roseana Sarney, por exemplo, ficou em segundo e assumiu o governo do Maranhão em 2009, depois que o tribunal cassou o então governador Jackson Lago)? Ou o TSE convoca novas eleições?
Robson Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário