3 de julho de 2015

Polícia indicia três por vazamento de imagens do corpo de Cristiano Araújo


cristiano araujo
A Polícia Civil de Goiás concluiu hoje o inquérito sobre o vazamento de vídeo e fotos do corpo do cantor Cristiano Araújo sendo preparado para o velório. Os técnicos em tanatopraxia Márcia Valéria dos Santos e Marco Antônio Ramos e o estudante de enfermagem Leandro Almeida Martins foram indiciados por vilipêndio de cadáver, crime com pena de 1 a 3 anos de reclusão. O processo segue para a Justiça ainda hoje. A missa de 7º dia do artista será celebrada hoje na Paróquia Nossa Senhora da Assunção, no Setor Itatiaia, em Goiânia, em uma estrutura para 8 mil pessoas. A celebração será no estacionamento da igreja, a pedido da família do cantor, em razão da grande quantidade de fãs.
As investigações sobre o vazamento das imagens do cantor começaram na quarta-feira (24), dia em que Cristiano e a namorada, a estudante Allana Moraes Coelho, morreram. “Identificamos os envolvidos e começamos a colher os depoimentos tão logo ficamos sabendo do ocorrido”, afirmou o delegado do 4º Distrito Policial, Eli José de Oliveira. Segundo Oliveira, Márcia foi denunciada por ter feito os registros por meio de celular; Marco Antônio, por não tê-la impedido de continuar a gravação. Leandro, por sua vez, responderá por ter disseminado as imagens para duas tias. Estas, por sua vez, não respondem criminalmente, porque foram ouvidas e garantiram ter apagado o arquivo. “Elas disseram que não haviam gostado das imagens e optaram por deletá-las. Uma delas comentou que nem sequer assistiu o vídeo na íntegra”, afirmou o titular do 4º Distrito Policial.
O Tribunal de Justiça de Goiás determinou ao Facebook e ao Google a retirada imediata da internet dos arquivos. As empresas já foram notificadas e iniciaram a suspensão. Fotos e vídeo viralizaram pelas redes sociais poucas horas após à morte do casal, em acidente, na BR-153, entre Morrinhos e o trevo de Pontalina, ao sul de Goiás, na semana passada. Eles retornavam de um show, em Itumbiara, quando o carro capotou. Allana morreu na hora e o cantor chegou a ser transferido para Goiânia, mas chegou sem vida ao hospital.
Robson Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário