10 de novembro de 2015

Greve dos petroleiros afeta produção no RN

petroleoApós reunião com representantes da Petrobras, ontem, os sindicalistas decidiram manter a greve por tempo indeterminado. Na segunda semana de paralisação, 11 refinarias já têm a produção afetada, segundo a Federação Única dos Petroleiros (FUP), responsável pela mobilização de 13 sindicatos.
A lista inclui a Refinaria Clara Camarão, no Rio Grande do Norte. A produção de petróleo em terra do estado, as operações da termoelétrica Termoaçu, além da unidade de processamento de gás natural no RN também são atingidas. Treze plataformas no estado aderiram à greve e reduziram a produção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário